Carros particulares não entram no Parque Nacional do Iguaçu

Os turistas que visitam o Parque Nacional do Iguaçu, em Foz do Iguaçu, não podem mais entrar com seus carros particulares no local.

A partir de agora o passeio somente será feito em ônibus preparados para dar conforto ao turista e garantir a preservação do meio ambiente. O novo transporte faz parte do projeto de revitalização do parque realizado pela concessionária Cataratas do Iguaçu.

Os oito ônibus que estão circulando pelo interior do parque têm capacidade para 72 passageiros cada um. Eles têm dois ambientes, com a parte inferior dotada de ar condicionado e a parte superior aberta.

De acordo com a direção do parque, o combustível tem uma mistura à base de óleo vegetal, diminuindo a emissão de gases poluentes.

A intenção do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) é diminuir em até 70% o tráfego nos 12 quilômetros que ligam o estacionamento do parque às Cataratas. Com isso, espera-se garantir também a preservação de algumas espécies silvestres que eram atropeladas.

Para o turista, o passeio sairá mais caro. A passagem do ônibus custa R$ 6,00, enquanto o ingresso do parque consome mais R$ 2,00.

Se o visitante estiver de carro, também precisará pagar mais R$ 6,50 de estacionamento, localizado no Centro de Recepções. Nesse local foram montadas as bilheterias, loja, setor de informações, banco e casa de câmbio. O Parque Nacional do Iguaçu tem recebido anualmente cerca de 800 mil visitantes.

Com a melhoria da infra-estrutura, que terá a primeira fase inaugurada oficialmente em 10 de janeiro, prevê-se aumentar o número para 1,1 milhão até 2003, quando o projeto de revitalização deverá estar concluído. (AE)