Produção de café deve reduzir em 2001

A próxima safra brasileira de café deve atingir 26,7 milhões de sacas, 14% menos que a anterior, que chegou a 31,1 milhões de sacas, ocasionando uma diminuição de 4,4 milhões de sacas na produção do país.

A informação foi dada pelo ministro da Agricultura e do Abastecimento, Pratini de Moraes. Do total previsto, segundo o ministro, 19,4 milhões de sacas (73%) devem ser de café arábica e 7,3 milhões (27%) de robusta.

Esses números significam que haverá uma redução de 5,3 milhões de sacas de café arábica em relação à safra passada, quando foram colhidas 24,7 milhões de sacas dessa variedade do produto.

Em compensação, a produção de robusta aumentará 900 mil sacas em comparação à safra anterior, quando chegou a 6,4 milhões de sacas.

A redução da safra 2001/2002 em relação à anterior é atribuída às estiagens ocorridas em 1999 e 2000, que provocaram acentuados déficits hídricos nos cafezais, especialmente no Centro-Sul do país.

A safra 2000/2001, quando foram colhidas 31,1 milhões de sacas, teve um aumento de 7,6% em relação à primeira previsão, feita em dezembro de 1999.

O acréscimo ocorreu na maioria das regiões cafeeiras, em razão do melhor desenvolvimento da planta. Segundo o ministro, a safra poderia ter sido ainda maior, mas foi prejudicada pela seca e pela geada. (UN)