PM Ambiental denuncia matança de jacarés em MS

A Polícia Militar Ambiental de Mato Grosso do Sul encontrou, na região de Nabilique, no Pantanal, 400 carcaças de jacarés e sucuris adultos, mortos a tiros, caracterizando a ação de coureiros.

A região é de fronteira com o Paraguai e, segundo funcionários de fazendas locais, a matança foi promovida por caçadores que atravessaram a divisa.

De acordo com o major Ângelo Rabelo, ex-comandante da Polícia Florestal na década de 80 e hoje secretário municipal de Meio Ambiente e Turismo de Corumbá, “o problema dos coureiros está de volta”.

Ele lembra que naquela década “uma verdadeira guerrilha acontecia dentro do Pantanal para tentar impedir a matança de animais e o contrabando de couro”.

No entanto, acrescentou, “uma série de ações, inclusive em nível internacional, impede atualmente que essas peles sejam comercializadas”.

“Acredito ter sido esta uma ação localizada, o que demonstra efetivamente a necessidade da presença de policiais no local”, disse. (Folha de São Paulo com Agência Brasil)