Volkswagen/Audi reduzirá custos com gás natural

Uma das montadoras instaladas no Município de São José dos Pinhais, no Paraná, a Volkswagen/Audi poderá reduzir em até 20% dos gastos com a utilização do gás natural.

A informação foi dada pelo gerente de Recursos Humanos da montadora, Adilson Zanoni, durante a cerimônia comemorativa realizada pela Companhia Paranaense de Gás (Compagas) em Curitiba, no útimo dia 22.

Somente em janeiro deste ano, no primeiro mês de fornecimento de combustível,a indústria consumiu 668 mil metros cúbicos de gás natural.

No final de 2000, a fábrica utilizava gás GLP. No ano passado,o gasto com o combustível foi de R$ 7 milhões. De acordo com especialistas da montadora, o gás natural apresenta várias vantagens: Além de ser mais barato, é mais puro do que o GLP, o que reduz a emissão de poluentes e problemas na manutenção dos equipamentos.

A distribuição por tubulação também elimina o armazenamento de gás na empresa, diminuindo o tráfego de caminhões na fábrica e riscos de acidentes.

O gás natural é usado principalmente para aquecer a água e as estufas utilizadas na pintura dos veículos,além de aquecer o ambiente nas linhas de montagem no inverno.

Pequenas cidades – A indústria utiliza 36 mil metros cúbicos de água mensalmente em suas atividades, o equivalente ao consumo de 2.200 residências com quatro moradores. Mais da metade da água consumida pela Volkswagen/Audi é utilizada no processo de pintura, uma vez que a montadora usa tintas à base de água, mais compatíveis com o meio ambiente.

Em relação ao consumo de energia elétrica , a montadora se aproxima a nove milhões de quilowatts por hora, o que equivale a 50 mil residências, representando 80% do total das casas do Município de São José dos Pinhais.
(ambientebrasil)