Cientistas anunciam que irão clonar seres humanos

Cientistas norte-americanos e italianos disseram hoje (09/03/01) que têm planos de criar o primeiro clone humano, apesar da oposição de religiosos e de muitos cientistas.

O cientista norte-americano Panayiotis Zavos e o italiano Severino Antinori, que ganharam notoriedade depois de ajudarem uma mulher de 62 anos ter um filho, disseram que irão clonar bebês para ajudar casais inférteis terem filhos.

“Clonagem pode ser considerada a última fronteira para acabar com o mal da esterilidade e possibilitar que pais possam passar suas características genéticas para seus filhos”, disse Antinori.

“Algumas pessoas dizem que iremos clonar o mundo, mas isso não é verdade…Eu peço calma e prudência para a comunidade científica”, disse ele. “Nós estamos falando de ciência, não estamos aqui para criar confusão.”

Antinori e Zavos, um cientista especializado em reprodução humana que dirige uma companhia de genética e clonagem de Kentucky, EUA, disse que dez casais inférteis se apresentaram como voluntários para participar da experiência de clonagem de bebês.

O plano de clonar bebês humanos vem sendo duramente criticado por cientistas e grupos religiosos. O Vaticano chamou a proposta de “grotesca”.

O bispo Elio Sgreccia, chefe do Instituto para Bioética do Hospital Gemelli, ligado ao Vaticano, disse que a clonagem humana levanta questões éticas profundamente perturbadoras.

“Aqueles que fizeram a bomba atômica foram adiante, apesar de saberem do seu poder de destruição”, afirmou o bispo. “Mas essa não foi a melhor escolha para a humanidade.”
(Reuters)