Racionamento de Energia

O governo poderá promover,entre os meses de maio e novembro, um corte de 15% da oferta de energia, no Sudeste e Centro-oeste. O racionamento será necessário caso os reservatórios dos Rios Grande e Parnaíba- que abastecem as regiões, não cheguem ao nível de 49% de vazão até o último dia de abril.

Atualmente o abastecimento nestes reservatórios, está sendo garantido com nível de vazão limitada a 34% da capacidade total. O presidente do Operador Nacional do Sistema Elétrico, Mário Santos, afirmou ontem que medidas de emergência também poderão ser adotadas no Nordeste.

Apesar disso, o ministro das Minas e Energia, José Jorge, afirmou que o governo não deve tomar nenhuma decisão sobre racionar ou não o uso de energia elétrica antes de analisar diagnósticos de técnicos sobre a situação de usinas hidrelétricas, principalmente as localizadas na região Sudeste. (ambientebrasil)