Lodo pode se transformar em adubo para a agricultura

Biossólido. Esse é o nome de um produto derivado do tratamento dos esgotos que está sendo testado pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), vinculada ao Ministério da Agricultura e do Abastecimento, para ser utilizado na agricultura.

As pesquisas dão conta de que o lodo de esgoto tem todos os nutrientes exigidos pelas plantas e possui alto teor de matéria orgânica. Atua como condicionador do solo, melhorando sua estrutura. Esse produto tem grande potencial econômico, e sua utilização, desde que adequada, pode trazer benefício ao meio ambiente.

Uso Agrícola do Lodo de Esgoto é o tema do primeiro Dia de Campo na TV de 2001. O programa, produzido pela Embrapa, será transmitido para todo o país, via satélite, na próxima sexta-feira, dia 16 de março, das 9h às 10h. Para acompanhar a programa, basta utilizar uma antena parabólica, sintonizando-a na polarização horizontal, banda C, freqüência 3910.

Pesquisadores da Embrapa e convidados vão ensinar técnicas de utilização do produto. Apesar do valor agronômico do lodo de esgoto ser inquestionável, sua utilização na agricultura deve ser feita de maneira cuidadosa, de modo a não provocar danos ao ambiente, à cultura ou a quem o aplica.

Entre as formas usuais de disposição do lodo, o uso agrícola é a mais adequada, quando o produto segue um padrão de nutrientes, poluentes e patógenos. Trata-se de transformar algo potencialmente problemático numa solução. Se colocado em aterro sanitário, a maioria da população não aceita a construção nas proximidades de suas residências; em oceanos, o lodo retorna, polui e contamina o meio ambiente (além de ser proibido em muitos países); se incinerado, a queima polui o ar e é cara.

As dúvidas encaminhadas pelo público serão esclarecidas ao vivo durante o programa. A participação dos telespectadores pode ser feita pelo telefone 0800-610505 (ligação gratuita), pelo fax (61) 273 8949 ou por correio eletrônico (diacampo@spi.embrapa.br).

Jornalista: Rafael Faria
Embrapa Comunicação para Transferência de Tecnologia
rafael@spi.embrapa.br
Fone: (61) 448-4278