EUA desistem do acordo de combate ao aquecimento global

O porta-voz da Casa Branca, Ari Fleischer, anunciou nesta quarta-feira que os Estados Unidos abandonaram o protocolo de Kyoto, o acordo internacional criado em 1997 como forma de combater o aquecimento global. “O presidente foi claro.
Ele não apoia o tratado’, disse Fleischer a jornalistas.

O acordo foi assinado pela administração de Bill Clinton, mas a Casa Branca disse que o presidente George Bush não concorda com os termos do protocolo e que ele solicitou ao seu gabinete uma revisão da política relacionada às mudanças climáticas.

Segundo Fleischer, Bush é contrário ao pacto porque ele não obriga as nações em desenvolvimento a reduzir as emissões e porque acredita que os custos são superiores aos benefícios.

Vários países manifestaram preocupação com o anúncio.

O porta-voz do governo japonês, Yasuo Fukuda, disse que o Japão está exigindo que os EUA, responsável pela maior parcela da emissão de dióxido de carbono, ratifique o protocolo.

O governo da Suécia, que ocupa a presidência rotativa da União Européia, chamou a decisão americana de preocupante e provocativa.
(ambientebrasil)