Acidente de caminhão espalha óleo na Serra do Mar

Um caminhão-tanque que transportava óleo para navio bateu na traseira de outro carregado de farelo de soja na tarde de sábado, na altura do Km 42 da BR-277, Serra do Mar. Parte dos 30 mil litros de óleo de navio que vazaram já foram contidos no Rio dos Pintos, no litoral paranaense.

O óleo espalhou-se pelas duas pistas, mas o farelo do caminhão acidentado foi jogado sobre o óleo para tentar impedir que o produto alcançasse a mata. Entretanto, parte precipitou-se nas canaletas e desembocou no Rio dos Pintos.

Até o fim da tarde de domingo, os pontos da Serra do Mar mais afetados, excluindo o Rio dos Pintos, ainda não tinham recebido equipes de limpeza da Petrobras.

Os grupos de trabalho estavam concentrados na encosta onde ocorreu o acidente e no entroncamento do Rio dos Padres com o Rio do Pinto, onde foi colocada a primeira barreira de contenção. Porém, o trecho mais crítico está situado a dois quilômetros acima da primeira barreira de contenção, onde as equipes ainda não estavam atuando.

De acordo com o coordenador da 8.ª Região da Defesa Civil e comandante do Corpo de Bombeiros de Paranaguá, major Claudiney Alves da Silva, todo o óleo que está retido em um trecho de 2,5 quilômetros de extensão do Rio dos Padres só poderá ser removido manualmente.

Uma das preocupações do IAP – Instituto Ambiental do Paraná é com a possibilidade de chuva, que pode espalhar e escoar o óleo para o mar. O instituto ainda não avaliou de quem é a responsabilidade pelo acidente.

Pesca – o IAP proibiu neste domingo a pesca e o consumo de água nos rios dos Padres e do Pinto, na região de Morretes, afetados pelo derramamento.
(ambientebrasil)