VW ameaça fechar fábrica se faltar energia

Durante o seminário A revisão das Perspectivas no Setor Automotivo, que aconteceu em São Paulo, Herbert Demel, Presidente da Volkswagen do Brasil, declarou que a Volkswagen – maior montadora de veículos do País e grande consumidora de energia– não desenvolverá projetos para enfrentar o provável racionamento de energia.

Segundo Demel a responsabilidade é do governo Federal. “Não é responsabilidade da empresa gerar energia, como também não é responsabilidade fazer estradas, escolas ou providenciar o abastecimento de água.”

Estratégia

Entretanto, a assessoria de imprensa da Volks divulgou nota informando que a fábrica de São José dos Pinhais (PR) não apresenta problemas operacionais que possam causar seu fechamento e que não há motivos para interromper a produção do Golf e do Audi A3 na unidade.

Apesar das ameaças economistas e sindicalistas acreditam que a Volkswagen não deve realmente encerrar suas atividades no país. Para os especialistas tal atitude estaria mais para desabafo do que para previsão, e faria parte de uma estratégia para que o governo resolvesse de forma objetiva a questão energética. (ambientebrasil)