Estudo de pegadas pode reforçar Agenda Ambiental

Uma equipe de monitores do Organismo Não-Governamental Projeto Pegadas Brasil quer fazer parceria com o Ministério do Meio Ambiente para participar da Agenda Ambiental na área de sensibilização dos funcionários. O trabalho desta ONG resgata um conhecimento antigo da relação do ser humano com o mundo natural: o rastreamento de pegadas.

“A nossa proposta é despertar a percepção dos interessados em observar os sinais da natureza, incorporá-los à sua vida cotidiana, sem que se leve em conta a idade, profissão, classe social ou mesmo o tipo de vida do cidadão”, disse o fotógrafo Bento Viana, ligado à ONG.

Segundo Viana, estudando as pegadas e os movimentos dos animais, as pessoas podem, por analogia, perceber os gestos humanos e traçar com firmeza objetivos na vida.

O Programa Agenda Ambiental na Administração Pública (A3P) é vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Sustentável. A coordenadora do Programa, Jacimara Machado, vai expor a idéia à comissão da Agenda Ambiental do MMA, que poderá utilizar esse trabalho de conscientização como mais uma atividade de reforço para a mobilização dos servidores públicos.
(ImforMMA)