Estudo lista os perigos do aquecimento global

Um estudo encomendado pela Agência de Proteção Ambiental (EPA), do governo americano, e realizado pela Universidade Johns Hopkins, mostra que a saúde da população dos EUA, está ameaçada por conta da elevação da temperatura média do planeta.

Para os Estados Unidos- responsáveis por 25% das emissões dos gases de efeito estufa, que aceleram o aquecimento global- o estudo declara que há um grande números de americanos correndo risco de ficarem doentes ou morrerem, caso a temperatura aumente até 5,8 graus Celsius até o fim do século(os mais atingidos serão os idosos, as crianças e os pobres). Tal elevação de temperatura está previstas nos relatórios da ONU.

Jonhnatan Patz, que conduziu o estudo, afirma que foram analisados cinco problemas básicos, ocasionados pela intensidade a elevação da temperatura, podendo ameaçar a saúde da população:
-doenças associadas ao calor;
-problemas decorrentes de fenômenos como secas e enchentes;
-aumento da poluição;
-doenças relacionadas à contaminação da água e dos alimentos;
-doenças transmitidas por vetores tipicamente tropicais, como dengue e malária.

Segundo os cientistas envolvidos no estudo a próxima etapa é estudar como o calor influencia o aparecimento de doenças como a gripe e as sexualmente transmissíveis.

Em junho, na Alemanha, será realizada mais uma reunião entre representantes dos países desenvolvidos com o objetivo de discutir a ratificação do Protocolo de Kyoto, proposto no Japão em 1997. Especialistas esperam que a divulgação do estudo influencie George W. Bush em relação ao Protocolo.(ambientebrasil)