Inseticida contra lagarta-da-soja fica mais eficiente

Cientistas da Embrapa modificaram as propriedades da superfície do vírus baculovírus, que infecta a lagarta-da-soja e, por isso, é empregado no controle da praga.

A experiência permitiu a obtenção de uma camada protetora estável das partículas virais, impossibilitando que os raios ultravioletas tornem inativa sua ação inseticida.

A Embrapa já fez o pedido de patente do processo.
(ambientebrasil)