Ministro da Fazenda admite que governo demorou nas ações para evitar crise energética

Pedro Malan, ministro da Fazenda, disse hoje que o governo falhou ao demorar para agir na questão da crise energética. Ele admitiu que houve um problema de comunicação dentro governo em relação ao problema. “Houve seguramente uma falha de comunicação e coordenação entre as várias partes do governo”, disse.

De acordo com o ministro, apesar do custo político que o racionamento vai trazer, o importante é que o governo está comprometido em resolver o problema. E acrescentou, que neste momento não é o caso descobrir os culpados pela crise.(ambientebrasil)