Reunião entre 122 países pretende proibir COPs

Uma reunião entre cento e vinte e dois países aconteceu nesta terça-feira, em Estocolmo, com o propósito de firmar uma convenção das Nações Unidas para proibir o uso das doze das substâncias mais tóxicas do mundo, os COPs – contaminantes orgânicos persistentes.

São oito pesticidas (entre eles o DDT), dois produtos industriais e dois subproductos da incineração de lixo e materiais plásticos, a dioxina e o furano.

Essas subtâncias se concetram no solo e nos animais, principalmente nos peixes, e atingem o ser humano direta ou indiretamente pelo consumo, causando doenças cumulativas a longo prazo, como câncer.
Para que a convenção entre em vigor, deve ser aceita por 50 países.
(ambientebrasil)