Patente internacional da Embrapa pode revolucionar controle biológico

Uma patente internacional, depositada por meio do Tratado de Cooperação em Matéria de Patentes, pode revolucionar o controle biológico mundial da lagarta da soja. O processo, desenvolvido pelas pesquisadoras Cláudia Medugno, da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), vinculada ao Ministério da Agricultura e do Abastecimento, e Marina Lessa, possibilita a utilização do vírus Baculovírus anticarsia, inimigo natural da mais importante praga da soja, de forma efetiva, sem que os raios solares inativem a ação inseticida quando aplicado na plantação de soja.

O resultado da pesquisa foi obtido após vários anos de trabalho. O processo para tornar eficaz o controle biológico da lagarta da soja foi desenvolvido por meio do da modificação das propriedades superficiais do vírus (reversão do PH da sua cultura), permitindo a obtenção de uma camada protetora estável. A carga elétrica superficial do vírus é alterada, tornando-se positiva.

A partir de então, pelo princípio de que cargas opostas se atraem, partículas negativas que funcionam como filtros recobrem cada vírus, protegendo-os dos raios ultravioletas. Em seguida, o PH da cultura de vírus volta ao seu estado natural, permanecendo, no entanto, o complexo estável, pronto para ser aplicado em campo. A aplicação pode ser feita em diferentes formas, por meio de diferentes veículos, uma vez que as partículas virais estão irreversivelmente recobertas. Assim, o produtor pode eleger o modo mais conveniente para sua aplicação: se aspersão, pulverização, pellets etc.

A patente foi requerida no ano passado e até o próximo mês de junho a Secretaria de Propriedade Intelectual (SPRI) da Embrapa deve ratificar os países nos quais será solicitada patente. Para a técnica Isabel Penteado, essa etapa é estratégica, pois envolve a seleção de potenciais mercados onde o processo pode ser licenciado, o que acarreta em retornos financeiros à Empresa.

Além de sua utilização no controle biológico, o processo tem uma ampla aplicação industrial, como por exemplo, no revestimento irreversível de outras partículas.(Embrapa)