Termina o Encontro Verde das Américas

O Encontro Verde das Américas, encerrado nesta quinta-feira em Brasília, discutiu temas ambientais de interesse global como desequilíbrio ecológico, efeito-estufa, contaminação das águas e Floresta Amazônica.

Com o objetivo de buscar a união dos países do continente para solução dos problemas sócio-ambientais, pretende ser um fórum permanente em prol desse equilíbrio.

Foi criada, durante o evento, a Corte Verde Internacional, que vai analisar ocorrências de agressões ao meio ambiente e ao equilíbrio ambiental do planeta. Os resultados vão ser levados aos poderes de cada nação e à imprensa internacional, solicitando providências.

Participaram do último dia do encontro, o deputado federal Luciano Pizzatto e a embaixadora do México no Brasil, Cecilia Soto, entre outras lideranças ambientais e autoridades.

Cecilia Soto abordou as ações de seu país no campo ambiental, esclarecendo questões sobre a poluição na Cidade do México. Abordou também temas como a reforma agrária, a expansão da agropecuária e o conflito entre as culturas locais com os problemas ambientais.

Já o deputado Luciano Pizzatto, representando o parlatino, enfocou as ações da sociedade em sua interface com o Congresso Nacional. Também a necessidade de homogeneizar as legislações de todos os países da América, para que os objetivos, terminologia, mecanismos institucionais e multi-laterais, possam gerar políticas regionais de desenvolvimento sustentado, indução a economias nos países em desenvolvimento e alternativas para compensação de desigualdades sociais.
(ambientebrasil)

Esta entrada foi escrita emClipping