Sociedade civil, por lei, é parceira do Ibama na gerência das unidades de conservação federais

O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, em Goiás, é o primeiro a ser administrado por um conselho consultivo composto por representantes dos governos federal e estadual e da sociedade civil, conforme obriga a Lei 9.985 que criou, no ano passado, o SNUC – Sistema Nacional de Unidades de Conservação.

O objetivo é o gerenciamento compartilhado das unidades de conservação federais, mantidas pelo Ibama. “Antes da regulamentação da Lei, o Estado era o único gestor dos parques nacionais, reservas biológicas, estações ecológicas, áreas de proteção ambiental, reservas extrativistas e florestas nacionais do país” lembra o presidente do Instituto, Hamilton Casara, que deu posse aos dezoito membros do conselho do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros de Goiás.

Os conselheiros são representantes do Ibama, do governo de Goiás, das prefeituras de Alto Paraíso, Cavalcante, Colinas do Sul e Teresina de Goiás, da Universidade Federal de Goiás e de organizações não-governamentais que atuam na região.

De acordo com o coordenador do Programa de Gestão com a Sociedade, Rodrigo Paranhos, até o final deste ano, seguindo as instruções da Lei do SNUC, outros 15 conselhos serão criados em unidades de conservação federais gerenciadas pelo Ibama. Maiores informações sobre a atuação do novo conselho consultivo podem ser obtidas na administração do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, pelo celular (61) 9978-7796.
(Ibama)