Brasil vai comprar mais gás da Bolívia

O governo brasileiro está acertando a expansão do volume contratado de gás natural da Bolívia, de 30 milhões para 40 milhões de metros cúbicos por dia. O aumento exigirá a ampliação do gasoduto Bolívia-Brasil.

A Petrobras já prepara a emissão no mercado norte-americano de US$180 milhões em bônus em nome da Transportadora do Gasoduto Bolívia-Brasil (TBG), controladora do gasoduto, para captar os recursos que deverão financiar a ampliação. O senado deverá receber o pedido de autorização para esta operação até julho.

O aumento da importação de gás boliviano demandará investimentos de US$900 milhões. Hoje, o Brasil recebe 24 milhões de metros cúbicos diários de gás da Bolívia.

O gasoduto deverá garantir o fornecimento de combustível para usinas previstas no Programa Prioritário de Termelétricas (PPT), que devem entrar em operação entre o final de 2001 e 2003 com participação da iniciativa privada.

O presidente Fernando Henrique Cardoso deverá viajar para a Bolívia nos próximos dias para assinar a nova versão do acordo de fornecimento de gás para o Brasil. (Gazeta Mercantil)