Banco da Terra libera recursos para empreendimentos rurais

O Conselho Curador do Banco da Terra se reuniu, no Ministério do Desenvolvimento Agrário, em Brasília, para discutir a liberação de recursos para os estados que aderiram ao Banco, e aprovou mais de R$ 55 milhões. O Rio Grande do Sul é o estado que ganhará mais – R$ 35 milhões. Os estados de Minas Gerais e Mato Grosso receberão R$ 10 milhões cada um.

Quase três mil famílias (2.985) de empreendedores rurais receberão em média R$ 18 mil cada uma para financiamento da compra da terra e infra-estrutura básica, como a construção de moradia, reforma de cerca, acesso à água e instalação de rede interna de eletricidade.

Os beneficiados terão até 20 anos para quitar a dívida, sendo três de carência, com juros médios de 4% ao ano, sem correção monetária.

A liberação de recursos, aprovada hoje pelo Banco da Terra é a segunda, só neste ano. A primeira aconteceu em abril, beneficiando oito estados – São Paulo, Maranhão, Ceará, Piauí, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais – com R$ 87 milhões.

Para este ano, o Banco da Terra pretende investir um total de R$ 520 milhões e atender mais de trinta mil famílias.

A reunião, que acontece a cada dois meses, foi presidida pelo secretário do Banco da Terra, Max Bezerra, e teve a participação da sub-secretária do Banco, Beatrice Valle, e do presidente do Incra, Sebastião Azevedo. (Agência Brasil)