IBAMA E UNIVERSIDADE LIVRE DA MATA ATLÂNTICA SE UNEM PARA DIVULGAR A POLÍTICA NACIONAL DE MEIO AMBIENTE

O Ibama assina nesta quarta-feira (11), protocolo de cooperação técnica com a Universidade Livre da Mata Atlântica UMA. O acordo vai colaborar com o desenvolvimento de projetos e atividades da DILIQ -Diretoria de Licenciamento e Qualidade Ambientais voltados para a editoração, publicação e difusão de documentos, relatórios e informes ambientais.

Disponibilizar à sociedade publicações sobre meio ambiente é uma das atribuições da Diretoria, e atendendo a este compromisso, participa da elaboração dos relatórios da série GEO, o conjunto de avaliações do Global Environment Outlook, os documentos concebidos para dar respostas às recomendações da Agenda 21, conforme decisão do Governing Council do Pnuma-Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente.

O relatório Geo-Brasil 2002, o mais completo já produzido sobre o meio ambiente brasileiro, foi elaborado pelo Ibama em parceria com diversas instituições governamentais e não-governamentais, e apresentado na Conferência Mundial sobre Desenvolvimento Sustentável – a Rio+10, em Johannesburgo, na África do Sul. O estudo, com todas as potencialidades e limitações do país, mostra, por exemplo, os críticos problemas ambientais da área urbana, como a falta de saneamento básico e o lixo urbano, e a urgente necessidade da mudança do modelo de desenvolvimento rural.

Para o coordenador do Geo-Brasil 2002, e também responsável pela Coordenação Geral de Controle e Qualidade Ambiental da DILIQ, biólogo João Câmara, “a gestão compartilhada, além de ser uma boa saída para o desenvolvimento dos trabalhos de diagnósticos e prognósticos ambientais, auxilia o Ibama na divulgação dos mesmos e de seus programas e projetos, contribui no acompanhamento, pela sociedade, da execução da política nacional de meio ambiente e de suas conseqüências na qualidade de vida de cada cidadão, e no desenvolvimento sustentável do país”.
(IBAMA)