FORD PREMIA AS INICIATIVAS AMBIENTAIS DE MAIOR DESTAQUE EM 2002

A Ford Brasil anunciou no dia 10 de dezembro, em solenidade realizada no MAM – Museu de Arte Moderna de São Paulo, os 5 vencedores da 7ª Edição do Prêmio Ford Motor Company de Conservação Ambiental. O Prêmio Ford, considerado um dos mais importantes da categoria no Brasil, premia as melhores iniciativas de preservação dos recursos naturais e desenvolvimento sustentável em cinco categorias: Conquista individual, Negócios em conservação, Ciência e formação de recursos humanos, Iniciativa do ano em conservação ambiental e Educação ambiental.

Aberto a pessoas físicas (estudantes, pesquisadores, etc), empresas, instituições ou grupos comunitários, premia com R$20 mil cada vencedor e propicia aos ganhadores a oportunidade de divulgar seus trabalhos no País e internacionalmente.

Este ano, foram premiadas as seguintes iniciativas:

PRÊMIO CONQUISTA INDIVIDUAL
Hiram Firmino
O editor, jornalista e ambientalista Hiram Firmino foi o vencedor da categoria Conquista Individual pela sua dedicação de 10 anos na difusão de informação de conteúdo ambiental em dois grandes jornais comerciais. No Estado de Minas, o suplemento mensal liderado por Hiram, “Estado Ecológico”, completa em breve 10 anos.

Este ano, o Jornal do Brasil também lançou um suplemento ambiental, “JB Ecológico” que chega a sua 8ª edição. No contexto atual, onde há uma diminuição do espaço editorial dado a assuntos de meio ambiente, Hiram tem conseguido como criador, realizador e editor fazê-los crescer e se expandir, atingindo grande público fora dos veículos especializados.

Tem contribuído para formação de jornalistas ambientais mediante organizações de cursos e seminários. Ocupou cargos públicos como Secretário Municipal de Meio Ambiente de BH, Presidente da FEAM – Fundação Estadual de Meio Ambiente e ANAMA – Associação Nacional de Municípios e Meio Ambiente.

PRÊMIO NEGÓCIOS EM CONSERVAÇÃO
Usina Coruripe Açúcar e Álcool
A Usina Coruripe, localizada a 120km de Maceió (AL) foi escolhida como a vencedora da categoria Negócios em Conservação pela sua atuação empresarial na conservação da Mata Atlântica e do uso sustentável de recursos naturais. Grande parte dos remanescentes de Mata Atlântica do Nordeste estão atualmente em terras pertencentes ao setor usineiro e programa de conservação da Usina Coruripe pode ser considerada como um modelo.

Sua política de responsabilidade social proporciona a geração de renda para 500 famílias da comunidade de Coruripe e região, destinando 500 hectares para replantio de mudas ouricuri, principal matéria-prima para confecção de artesanatos da região. As ações incluíram a criação de uma RPPN – Reserva Particular do Patrimônio Natural de 379ha e a recuperação das margens do Rio Coruripe. Em parceria com instituições governamentais, universidades e institutos de pesquisa vem catalogando a fauna e flora da região ameaçadas de extinção.

PRÊMIO CIÊNCIA E FORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS
NPFT – Núcleo de Pesquisas em Florestas Tropicais
O Núcleo de Pesquisas em Florestas Tropicais, vencedor da categoria Ciência e Formação de Recursos Humanos, vem há mais de 20 anos desenvolvendo pesquisas científicas para fundamentar estratégias de manejo sustentável das espécies nativas brasileiras.

O palmiteiro (Euterpe edulis) foi primeiro alvo do projeto de regulamentação e manejo sustentável por ser uma importante espécie nos ecossistemas da Mata Atlântica. Os estudos contribuíram para a elaboração das legislações que disciplinam a exploração do palmiteiro nos Estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná e São Paulo.

O projeto tem gerado conhecimento técnico e científico e oferecido inúmeros cursos sobre o Manejo de Rendimento Sustentado da espécie, promovendo a capacitação de mais de 600 pessoas. Os professores diretamente envolvidos com o NPFT formaram mais de 50 alunos de graduação e pós-graduação.

PRÊMIO INICIATIVA DO ANO EM CONSERVAÇÃO
SPVS – Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental
A categoria de Iniciativa do Ano em Conservação premiou o projeto Conservação Ambiental e Seqüestro de Carbono: Resultados em favor da Biodiversidade, da SPVS. A ação possui abordagem inovadora e com qualidade científica ao unir questões de conservação da biodiversidade e o combate ao aquecimento global.

A iniciativa utiliza o mecanismo de seqüestro de carbono para viabilizar a restauração de ambientes degradados com o plantio de árvores de espécies nativas da Mata Atlântica, enquanto contribui para diminuir o efeito estufa. Cerca de 15mil hectares de Mata Atlântica em Guaraqueçaba, no Estado do Paraná, estão sendo protegidas ou restauradas. O programa é tido como modelo na implantação desse mecanismo e traz benefícios para as comunidades locais, ajudando a manter o abastecimento de água, gerando empregos diretos e indiretos.

CATEGORIA EDUCAÇÃO AMBIENTAL
Comissão Pró-Índio do Acre
Essa foi iniciativa vencedora da categoria Educação Ambiental por ter desenvolvido processos educacionais entre os povos indígenas do Acre. Os cursos oferecidos no Centro de Formação dos Povos da Floresta formam Agentes Florestais de 7 povos indígenas da região na elaboração de planos de manejo de uso individual e coletivo dos recursos naturais e agroflorestais de 15 terras indígenas do Acre. Esses conhecimentos são repassados as suas respectivas aldeias e entornos.

O projeto promove o intercâmbio entre os índios e comunidades locais, com troca de conhecimentos e técnicas de manejo. O projeto produz vários materiais educativos e de resgate da língua e cultura indígenas, como livros didáticos, cartazes sobre manejo e sistemas agroflorestais, jornais, revistas e a ilustração de livro sobre Ecoturismo em Terras Indígenas publicado pelo MMA.
(Com informações da Ford)