ECÓLOGO PODE TER PROFISSÃO REGULAMENTADA

A ABE-Associação Brasileira de Ecólogos , entregou no ínicio da semana passada a minuta de projeto de regulamentação da profissão de Ecólogo aos deputados federais eleitos, Jovino Cândido (PV/SP) e Marcelo Ortiz (PV/SP).

Estavam também presentes na cerimônia de entrega, a liderança nacional do PV, representada por José Luís Pena, o prefeito da cidade de Rio Claro, Cláudio de Mauro, e deputados estaduais do partido.

Existente desde 1976, a profissão de Ecólogo ainda não é regulamentada pelo governo federal. Isto ocasiona dificuldades aos profissionais da classe, que não podem assinar projetos ou mesmo serem contratados como Ecólogos em órgão públicos.

O atual presidente da ABE, Érico Pagotto, garante que a regulamentação da profissão não irá oferecer concorrência às demais profissões, como biólogos ou geólogos. “Temos um perfil multidisciplinar e analisamos impactos ambientais de forma mais generalizada. A demanda por Ecólogos está longe de ser suprida”.

Jovino Cândido disse que o PV está disposto a defender esta causa. “Buscaremos auxílio de técnicos no Senado Federal para que tudo ocorra de acordo com a legislação vigente e para que isso ocorra com a maior agilidade possível”, afirmou.

O presidente do PV, José Luís Pena também falou sobra a incoerência de um país como o Brasil não possuir a profissão Ecólogo regulamentada. “Trata-se de uma questão política em que as profissões conservadores impedem que novos profissionais possam atuar no mercado de trabalho”, declarou o presidente.

O projeto será analisado e enviado para a Câmara Federal, onde tramitará no ano de 2003.(ambientebrasil, colaborou Renato Lima)