CRIADO EM MINAS, PARQUE NACIONAL DAS SEMPRE VIVAS

Em ato assinado no Palácio do Planalto pelo presidente da República, foi
criado em Minas o Parque Nacional das Sempre Vivas, situado na região de
Inhaí, Diamanantina, alto rio Jequitinhonha.

Com 121 mil ha, o Parque que será implantado com recursos oriundos de
compensação por licenciamentos de atividades potencialmente impactantes do
meio ambiente natural pelo Ibama, situa-se numa região riquíssima em água,
com inúmeras cachoeiras e caracterizada pela presença de matas de galeria e
campos de altitude, na Serra do Espinhaço.

O nome dado ao Parque refere-se às inúmeras espécies de “sempre-vivas,
pequenas flores típicas da região e endêmicas em Minas Gerais (só existem
naquele local). A coleta dessas plantas para exportação, é responsável pelo
sustento de inúmeras famílias da região, que no entanto, praticam uma
atividade extremamente predatória, utilizando fogo e desconhecendo
completamente os riscos de extinção das mesmas.

Após coletadas, as plantas são vendidas para exportadores em Diamantina a preços baixíssimos, que por sua vez as exportam principalmente para o Japão, a preço em dólar. A exploração é ilegal, mas permitida pelo governo.

Os ambientalistas aguardam para a próxima semana, a criação do Parque
Nacional da Mata Escura, que será fundamental para preservação de um
remanescente florestal de Mata Atlântica, situado à margem esquerda do rio Jequitinhonha, nos municípios de Almenara e Pedra Azul, que será implantado com recursos oriundos da compensação ambiental da usina de Itapebi, em Salto da Divisa.

A Mata Escura está sendo destruída por dois projetos de assentamento implantados pelo Ministério da Reforma Agrária, Seplan/MG e Ruralminas, apesar do
Decreto Federal 750/93
e da Lei Estadual n.o 14.309 e da Lei Estadual n.o/02 proibirem a derrubada de Mata Atlântica.

A criação do Parque já foi anunciada pelo Ministro José Carlos Carvalho, durante o seminário sobre Espécies Ameaçadas de Extinção, promovido pela Fundação Biodiversitas no dia 09 do corrente mês.(AMDA)