SOROCABA/SP CRIA CENTRO TRITURADOR DE PNEUS NA LUTA CONTRA A DENGUE

Os pneus usados poluem o ambiente e demoram até 600 anos para se decompor. Possibilitam a proliferação de insetos e causam epidemias como a dengue. Para acabar de vez com esse perigo, será inaugurado hoje (18), em Sorocaba (SP), novo centro de trituração de pneus que terá grande importância no controle de focos do mosquito Aedes aegypt, vetor do vírus da dengue.

As estatísticas da Funasa – Fundação Nacional de Saúde, órgão do Ministério da Saúde, e da Sucen – Superintendência de Controle de Endemias, da Secretaria de Estado da Saúde, mostram que o material descartado ou armazenado inadequadamente é criadouro potencial do mosquito.

A coleta dos milhões de pneus lançados anualmente nos fundos de vale, lixões, terrenos baldios e de borracharias, para reaproveitamento por reciclagem, representa importante avanço na solução desse problema ambiental, com repercussão para a saúde pública.

A Indústria Borcol Ltda., produtora de tapetes de borracha para automóveis, ao longo dos anos, acumulou cerca de 50 mil toneladas de pneus em suas dependências, no distrito industrial de Sorocaba, para utilização como matéria-prima.

Como a empresa tem capacidade de triturar apenas mil pneus por dia e vem acumulando-os por mais de 20 anos, tornou-se o maior depósito de pneus usados da América Latina, embora não os receba há mais de dois anos.

Ecologicamente correto

A Associação Nacional da Indústria Pneumática realizou estudos para adotar equipamentos para trituração dos pneus, solução ecologicamente correta para a questão ambiental em Sorocaba. Parte do material picotado foi utilizada como combustível alternativo para fornos de cimenteiras e também na fabricação de artefatos de borracha.

O novo centro de trituração terá duas máquinas importadas da Itália. Juntas, têm capacidade de triturar cerca de 100 toneladas de pneus por dia. Com o início do trabalho, estima-se a eliminação dos pneus acumulados num período de dois anos e meio.
(Agência Imprensa Oficial)