GRUPO ESPANHOL INVESTIRÁ EM SETE PARQUES EÓLICOS NO RS

O grupo espanhol Gamesa confirmou ao governo do Rio Grande do Sul, nesta sexta-feira (31), em Porto Alegre, projeto de implantação de 730 aerogeradores de energia em sete parques eólicos medidos no Estado. A previsão é de uma produção de 620 megawatts (MW), num prazo médio de 8 anos, com um investimento total de US$ 530 milhões. Em um curto prazo, 2 anos, a empresa planeja produzir 250 MW, em 3 dos 7 parques eólicos: Livramento, Jaguarão e Cassino.

Os demais parques estão localizados em São Francisco de Paula, Piratini, São José do Norte e Santa Vitória do Palmar. O grupo, presente em 16 países e com um faturamento bruto de 941 milhões de euros em 2001, também implantará uma fábrica de aerogeradores no Rio Grande do Sul.

Para anunciar o investimento, a Gamesa aguarda apenas a definição do preço, o valor econômico da energia eólica produzida pelo Proinfra – Programa de Incentivo às Energias Alternativas. Isto deverá acontecer até o dia 23 de março, como prevê a lei 10.438, do ano passado.

A Aneel – Agência Nacional de Energia Elétrica aprovou a geração de 560 MW de energia eólica pela Gamesa, dos 990 MW autorizados para o RS, o Governo Federal se comprometeu a comprar 1,1 mil MW da energia eólica produzida no Brasil. A Games espera, dentro de 20 dias, a aprovação da Licença de Instalação da Fepam – Fundação Estadual de Proteção Ambiental.

Durante 24 meses, através de um protocolo firmado com a CEEE, o grupo fez um trabalho de medição dos ventos no RS. Instalou 12 das 21 torres de medição, chegando à indentificação dos 7 parques, ou sítios eólicos. O uso dos terrenos, nos quais serão instalados os aerogeradores, já foi negociado com os proprietários, por 25 anos. A preocupação da Gamesa são as conexões e a transmissão da energia eólica ao sistema elétrico, um assunto em discussão com a CEEE, RGE e AES-Sul.
(Com informações da Ascom Gov. do RS)