Cupuaçu é produtivo ao lado de coqueiros em Porto Seguro/BA

A plantação do cupuaçu, fruta da região amazônica, consorciada com a do coqueiro pode ser uma opção produtiva para pequenos agricultores, chegando a dobrar a produção, diz o agrônomo Renato de Araújo Dória, proprietário da Fazenda Bom Sossego, que há seis anos iniciou esse tipo de cultivo. Ele lembra que passou à procura de uma renda paralela para sua propriedade com a queda no preço do coco.

“Eu já conhecia o cupuaçu, da Estação de Una, onde adquiri as primeiras mudas, e na época o mercado deste fruto me pareceu estar em expansão”, disse o agrônomo, que já possui nove mil pés da planta numa área de 500 hectares, no município de Porto Seguro (BA). A meta é atingir 17 mil pés – um pé de cupuaçu para cada coqueiro – o que dá aproximadamente 205 plantas por hectare.

Renato Araújo Dória recebeu financiamento do Banco do Nordeste e irrigou toda a área cultivada da propriedade, implantando sistema de gotejamento para o cupuaçu, com um consumo de cinco litros de água por hora. No caso dos coqueiros, o gasto com irrigação é de 35 litros por hora. Ele não fala do valor investido, mas garante não ter sido alto.

A colheita do cupuaçu é feita no chão, depois de os frutos caírem, e Dória diz, satisfeito, que não teve nenhum gasto com fungos ou pragas. A adubação é de acordo com a análise do solo, mas ele acredita que esteja gastando 1,5 kg/planta por ano. A planta começa a produção comercial a partir de dois anos de vida e, quanto mais velha, mais produz. Renato Araújo Dória registra uma produção anual de 30 toneladas de poupa, em dois mil pés. “Em 2003 consegui 10 kg de poupa por planta e este ano espero colher 18 kg por pé”.

Produtos – O valor da poupa está em R$ 1,80 por quilo. De 10% a 20 % da produção ele vende em Porto Seguro e o restante envia para os mercados de Goiânia (GO), Rio de Janeiro (RJ), Salvador, Teixeira de Freitas e Una, na Bahia. “Vendo para locais onde há fábricas de poupa de frutas, mas já estou com produção artesanal de poupa para atender Porto Seguro”, diz.

Além da poupa, utilizada em sucos, doces e picolés, o cupuaçu produz gordura, que é utilizada em cosméticos e a cupuleta – que tem os mesmos valores nutritivos do chocolate. “Soube que a gordura está custando em torno de US$ 12 o quilo. A semente seca tem um percentual de 50% de gordura. No momento ainda não estou explorando esta parte”. Ele vende a poupa juntamente com a semente embaladas em pacotes de 5 kg. A casca, muito rica em potássio, é utilizada na ração do gado, terceira fonte de renda da Fazenda Bom Sossego.

Disputa pela marca - O cupuaçu ficou conhecido no ano 2000, quando a empresa japonesa Asahi Foods fez pedido de registro de patente da planta no Japão e na Europa, e reivindicou marca Cupulate (tipo de chocolate feito com amêndoas de cupuaçu) como de sua propriedade. A cupuleta foi produzida pela primeira vez por pesquisadores brasileiros na década de 80 e, em 90, a Embrapa – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária fez o primeiro pedido de registro de patente, em Belém (PA).

Este ano, o departamento do governo do Japão responsável pelo registro de patentes no país recusou o pedido da empresa japonesa, acatando solicitação da Embrapa, em que reivindica a autoria do processo de produção da cupuleta, e reconheceu as provas apresentadas pelos advogados do Brasil.

Nativa da parte oriental da Amazônia, o cupuaçuzeiro – árvore que dá cupuaçu (Theobroma grandiflorum), atinge no seu local de origem até 20 metros de altura. É uma árvore de fácil adaptação, principalmente em regiões de clima quente e úmido. Aceita solo de baixa fertilidade e seu plantio ocorre geralmente em estação chuvosa.

As mudas, feitas a partir da semente, como o cacau, devem permanecer cerca de quatro meses em viveiro. “É importante não deixar a raiz enovelar no saco”, ressalta Dória, afirmando ainda que um cuidado essencial é manter as plantas em uma cobertura de palha para proteger do sol, pelo menos nos primeiros seis meses, além de irrigar durante o verão. (A Tarde)

Email this page
Esta entrada foi escrita emClipping e tags
  • forum
  • imprimir
  • word
  • pdf
  • rss
  • twitter
  • facebook
  • digg
  • myspace
  • stumbleupon
  • aim
  • blinklist
  • blogger
  • blogmarks
  • buzz
  • connotea
  • delicious
  • diigo
  • fark
  • friendfeed
  • furl
  • google
  • linkedin
  • live
  • livejournal
  • magnolia
  • mixx
  • netvibes
  • netvouz
  • newsvine
  • propeller
  • reddit
  • slashdot
  • technorati
  • yahoo
  • forum
  • imprimir
  • word
  • pdf
  • rss
  • orkut
Ambientebrasil - Notícias located at 511/67 Huynh Van Banh , Ho Chi Minh, VN . Reviewed by 43 customers rated: 4 / 5