Silvio Crestana é o novo presidente da Embrapa

O novo presidente da Embrapa – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Silvio Crestana, disse que dará ênfase às ações estratégicas, como pesquisa e tecnologia, e que valorizará o quadro de funcionários. “Mobilizar competência e inteligência. O insumo principal da Embrapa é a questão intelectual, que precisa ser entusiasmada, mobilizada”, afirmou.

Crestana foi indicado nesta quinta-feira (20) pelo ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Roberto Rodrigues, para substituir Clayton Campanhola, que presidia a Embrapa desde 2003. Físico, Crestana é funcionário da empresa desde 1984 e foi um dos fundadores da Embrapa Instrumentação Agropecuária, unidade sediada em São Carlos (SP).

Com mestrado em Física Básica e doutorado em Ciências e Física Aplicada a Solos, Física das Radiações e Teoria da Imagem, o novo presidente da Embrapa especializou-se em Ciências do Solo e Ciências Ambientais, ao fazer pós-doutorado no Departamento dos Recursos da Terra, do Ar e da Água da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos.

A Embrapa Instrumentação Agropecuária desenvolve tecnologias como a utilização de tomógrafos para a agricultura. O equipamento de tomografia computadorizada em Ciência do Solo foi desenvolvido por Crestana em sua tese de doutorado e permite a identificação de problemas no solo ou em árvores. (Lana Cristina/Radiobrás)