Pistoleiro confessa ter matado Dorothy Stang

O pistoleiro Rayfran das Neves Sales, o Fogoió, confessou na noite deste domingo (20) ter assassinado a freira Dorothy Stang. Ele foi preso por volta das 19 horas na localidade de Pau Furado, zona rural de Anapu (PA), onde fica uma das transversais da Transamazônica. Segundo a Polícia Civil do Pará, o criminoso disse que o mandante do homicídio foi um candidato a vice-prefeito derrotado nas últimas eleições municipais.

A prisão, feita pela Polícia do Pará e uma patrulha do Exército, aconteceu depois que um morador de Anapu viu o retrato falado de Fogoió na televisão e contou a soldados do Exército que o tinha visto na cidade. Os militares chamaram a Polícia Civil e prenderam o fugitivo, que estava escondido na casa de um conhecido.

Fogoió está preso na Delegacia de Anapu e será transferido nesta segunda-feira (21) para Altamira, onde será interrogado.

Além de Fogoió, a Polícia também procura outro pistoleiro suspeito de ter participado do assassinato da missionária, Uilquelano de Souza Pinto, conhecido como Eduardo.

A prisão de Fogoió é a segunda do caso, depois que Amair Freijoli da Cunha, o Tato, acusado de ser o intermediário da contratação dos pistoleiros e que foi indiciado como co-autor do crime. (Estadão Online)