Gasoduto vai criar Distritos Sustentáveis no Amazonas

A atividade pesqueira, sobretudo no que diz respeito ao armazenamento, será uma das áreas da cadeia produtiva sustentável que deverá se beneficiar do subproduto do gás.

As térmicas a gás que vão funcionar nos sete municípios do interior do Estado onde vai passar o Gasoduto Coari-Manaus, previsto para começar a funcionar em julho de 2006, vão gerar bem mais do que energia elétrica para a população.

É que nesses pólos também será gerado um vapor, cuja queima de gás poderá co-gerar energia suficiente para aquecimento ou refrigeração. Esse subproduto será diferencial o bastante para a vinda de novas empresas para os municípios de Coari, Codajás, Anori, Anamã, Caapiranga, Manacapuru e Iranduba.

É o que garante o secretário de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SDS), Virgílio Viana, que denominou o projeto de Distrito de Indústrias Sustentáveis do Programa Zona Franca Verde.(A Crítica/ Amazônia.org)