Prêmio Octávio Brandão de Jornalismo Ambiental abre inscrições em Alagoas

Termina dia 1º de abril, o prazo de inscrição para o Prêmio Octávio Brandão de Jornalismo Ambiental. Os jornalistas que pretendem concorrer e ainda não publicaram/veicularam seus trabalhos poderão fazê-lo até o dia 31 deste mês. A exemplo do ano passado, a disputa se dará em três categorias: Jornalismo Impresso-texto, Jornalismo Impresso-imagem e Telejornalismo, com premiação de R$ 2.000,00 para cada vencedor.

O prêmio Octávio Brandão de Jornalismo Ambiental é realizado pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental, seccional Alagoas, e tem o apoio do Sindicato dos Jornalistas daquele Estado. O patrocínio é da Braskem Indústria Química.

Os resultados serão conhecidos no dia 4 de junho (sábado), durante uma solenidade na Stratégia Eventos, a partir das 20h30. Serão levados em conta nas três categorias as matérias, as reportagens e as fotos que registrarem denúncias e/ou soluções na luta pela melhoria das condições ambientais do Estado e no desenvolvimento de tecnologias ligadas às ciências do ambiente em Alagoas.

As inscrições para o Prêmio Octávio Brandão vêm sendo realizadas no Sindicato dos Jornalistas alagoanos, Rua Sargento Jaime, 370 – Prado – Maceió (AL). Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail: sindjornal@uol.com.br ou pelo telefone (0xx82) 326-9168.

Cada profissional pode concorrer com até quatro trabalhos. Nas categorias de jornalismo impresso (texto e imagem), o participante deverá entregar, além da ficha de inscrição, o original e cinco cópias de cada trabalho. Na categoria Telejornalismo devem ser entregues cinco cópias por trabalho. Só poderão se inscrever jornalistas associados ao Sindicato dos Jornalistas e que sejam residentes no Estado.

O nome Octávio Brandão foi escolhido como uma homenagem ao pioneirismo do jornalista e escritor alagoano que, em 1917, aos 21 anos de idade, relatou a sua preocupação com a preservação do ecossistema de Alagoas no livro “Canais e Lagoas”, um registro apaixonado de sua terra natal, feito a partir de observações sobre a região dos rios, canais e lagoas do Estado. (Com informações do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Alagoas)