Monsanto venderá algodão transgênico nos Estados Unidos

A Monsanto, uma das maiores produtoras mundial de sementes geneticamente modificadas (OGM), acaba de obter a aprovação dos órgãos regulatórios norte-americanos FDA – Food and Drug Administration, agência responsável pela regulamentação de alimentos e medicamentos nos Estados Unidos e USDA – Departamento de Agricultura dos Estados Unidos para a tecnologia da sua próxima geração de algodão geneticamente modificado, o Roundup Ready Flex. O lançamento comercial do produto está previsto para a safra 2006 nos EUA.

Segundo a Monsanto, o algodão Roundup Ready Flex alia a tolerância ao glifosato a uma maior flexibilidade no período de aplicação do herbicida na lavoura, ou seja, caso haja algum tipo de interferência climática na época da pulverização, como a ocorrência de chuvas, ele poderá ser aplicado em um outro momento, sem comprometer a tolerância da cultura. Além disso, o cultivo dessa variedade continuará permitindo a utilização de técnicas conservacionistas, como o plantio direto, que diminuem a agressão ao solo.

De acordo com o ISAAA – Serviço Internacional para a Aquisição de Aplicações em Agrobiotecnologia, em 2004, o algodão GM foi cultivado em 9 milhões de hectares, em países como Estados Unidos, Austrália, Argentina, África do Sul, China e Índia, entre outros. (Terra.com)