Estudo prevê novo abalo no Sul da Ásia

Sismólogos alertam para o alto risco de um novo terremoto de grandes proporções voltar a atingir, em breve, a costa ocidental da ilha de Sumatra. O abalo seria reflexo do forte tremor que provocou o maremoto que devastou vários países da região em 26 de dezembro de 2004, segundo indicou um estudo que será publicado na edição desta quinta-feira (17) da revista científica britânico Nature.

A cidade indonésia de Banda Aceh, a mais afetada pelas ondas gigantes, correria o risco de sofrer um novo terremoto com intensidade de até 7,5 graus na escala Richter e, segundo os especialistas, há ameaça potencial de um terremoto de 8,5 graus a pouca distância da costa, que também poderia produzir tsunamis.

“Não há dúvida: nossos cálculos mostram um aumento muito significativo da tensão em duas grandes falhas ativas na região de Sumatra desde 26 de dezembro”, afirmou o sismólogo John McCloskey, da Universidade do Ulster, na Irlanda do Norte.

McCloskey explicou que nas chamadas zonas de subdução um terremoto pode rapidamente ser seguido de outro se existirem certas condições geológicas.

Segundo o sismólogo, a energia liberada pelo tremor no fim de 2004 aumentou a tensão em partes adjacentes de duas perigosas falhas. Uma delas se estende subterrânea para o Leste do epicentro do terremoto de 26 de dezembro e cruza a extremidade Noroeste de Sumatra. A outra, conhecida como Fossa de Sunda, se estende ao Sul, submersa, paralela à costa onde duas tsunamis mortais foram registradas em 1833 e 1861.

“Não queremos criar alarde sem motivo”, afirmou McCloskey. “Podemos apontar muitos outros tremores onde tensões como esta que medimos resultaram em um terremoto secundário, portanto sugerimos que há um risco significativo crescente. Quando se trata de terremotos, o raio cai mesmo em dois lugares, só não podemos prever quando”, concluiu. (JB Online)