Ibama apreende 180 quelônios em Manaus/AM

Por meio de denúncia anônima, fiscais do Ibama no Amazonas apreenderam (dia 07/04), um barco carregado com cerca de 180 quelônios, entre tartarugas e tracajás. Os animais estavam no porão da embarcação Santa Rita, no Município de Cacau Pirêra (na margem direita do Rio Negro), amontoados em sacos de fibra.

De acordo com o chefe da Divisão de Controle e Fiscalização do Ibama, Adilson Cordeiro, o barco vinha de Rio Branco/AC e certamente aguardava anoitecer para fazer a travessia para Manaus. Adilson diz que o valor desses animais no mercado ilegal varia entre R$ 50 e R$ 800, dependendo do tamanho, espécie e da época em que é comercializado.

As duas pessoas que estavam no barco no momento da apreensão, Mário Antônio Machado, dono da embarcação, José Rufino de Oliveira Costa, seu ajudante, foram presos em flagrante pela Polícia Federal e responderão inquérito por crime ambiental. Os dois terão que pagar uma multa ao Ibama no valor R$ 500 por cada animal e mais um adicional por se tratar de animais ameaçados de extinção, um total de R$ 93 mil.

Muitos dos quelônios estavam feridos quando foram encontrados pelos fiscais devidos às péssimas condições em que eram transportados; 19 deles não resistiram e morreram. De acordo com a veterinária do Ibama, Branca Tressoldi, os animais têm entre um e 40 anos de idade e vão passar por um processo de hidratação e reabilitação antes de serem devolvidos ao seu habitat natural, o que pode levar cerca de uma semana. (Flávia Mendonça-Ibama/AM)