Baixa umidade amplia proibição de queima de cana em SP

A Secretaria Estadual do Meio Ambiente de São Paulo manteve a proibição da queima da palha de cana nas regiões de Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, Marília e Barretos, com base no monitoramento meteorológico que indica índices de umidade relativa do ar abaixo do limite mínimo estabelecido. A proibição em qualquer período foi ampliada também para as regiões de Presidente Prudente, Araçatuba e Araraquara, onde os índices de umidade do ar ficaram abaixo de 20%.

Nas regiões de Franca e Bauru, a queima só poderá ocorrer no período entre 20 horas e seis da manhã. O menor nível de umidade relativa do ar medido nas últimas 24 horas ocorreu na região de Barretos, que chegou a 8%, confirmando a tendência de queda que vem se registrando nos últimos três dias em quase todo Estado. A secretaria estará monitorando as condições meteorológicas para definir a liberação ou suspensão das queimas. (Paulo R. Zulino/ Estadão Online)