Fiscalização do transporte de madeira será feita via web no Brasil


O Ibama vai tirar do mercado a principal ferramenta de corrupção dos madeireiros ilegais. Em 1º de setembro acaba a circulação das ATPFs, as guias que atestam a legalidade da madeira extraída e transportada. A licença agora será estadual e emitida por um sistema em tempo real, no site do Ibama.

Cada vez que vender lotes do produto, a empresa deve entrar no sistema e emitir um documento relativo à quantidade transportada. Ao reduzir o número de pessoas envolvidas no processo, o Ibama espera inibir as fraudes.

A Polícia Federal é a favor do fim da ATPF, mas critica o repasse da fiscalização para a esfera estadual. “Todo o entrosamento e especialização que construímos (entre Ibama e PF) será perdido”, diz o delegado Jorge Pontes. (Andréa Michael/ Folha Online)