Furacão Helene sobe para categoria dois e Gordon não enfraquece

O furacão Helene já alcança ventos máximos sustentados de 165 km/h, com rajadas mais fortes, que o colocam na categoria dois da escala Saffir-Simpson (que vai até cinco), informou neste domingo o Centro Nacional de Furacões (NHC) dos EUA. Em seu relatório das 12h de Brasília deste domingo, o NHC, com sede em Miami, afirmou que é possível que o furacão ganhe força durante as próximas 24 horas.

O NHC prevê que Helene, que é um furacão forte de categoria dois, permaneça sobre as águas. O ciclone estava localizado perto da latitude 20,5 graus Norte e da longitude 49 graus Oeste, cerca de 1.500 quilômetros ao Leste-Nordeste das ilhas de sotavento, no Caribe Nordeste, informou o NHC.

Helene se desloca para o Noroeste a cerca de 17 km/h, e os meteorologistas consideram que esse movimento continuará neste domingo, e que nesta segunda dará um giro gradual ao Oeste-Noroeste. Enquanto isso, Gordon mantém sua força e continua como furacão categoria um, com ventos máximos sustentados de 130 km/h e rajadas mais fortes, segundo o NHC.

Às 12h de Brasília deste domingo, o furacão estava localizado perto da latitude 33,6 graus Norte e da longitude 53,2 graus Oeste, cerca de 2.405 quilômetros ao Oeste do arquipélago português dos Açores. Gordon se desloca para o Norte a cerca de 17 km/h, e o NHC prevê que continue esse movimento com aumento gradual na velocidade de translação durante as próximas 24 horas. Da mesma forma, previu poucas mudanças em sua intensidade durante as próximas 24 horas.
(Fonte: EFE/JB Online)