Tufão Shanshan mata oito ao chegar ao Japão

O forte vendaval e as chuvas provocadas pelo tufão Shanshan causaram neste domingo a morte de oito pessoas e feriram mais de 200, após passar sobre a ilha de Kyushu, no Sudoeste do arquipélago japonês, e Okinawa, no extremo Sul. O Serviço Nacional Meteorológico informou que os ventos superam os 144 km/h, perto do núcleo do tufão, e que após situar-se sobre Nagasaki, às 18h (6h de Brasília) rumou para o Mar do Japão. São esperadas chuvas fortes no litoral da região de Shikoku, acrescentou a agência de meteorologia.

Na cidade de Hiroshima, ao Sul da ilha de Honshu, um bombeiro voluntário de 50 anos desapareceu na noite de sábado e foi encontrado morto neste domingo em um rio transbordado. Um jornalista de 27 anos que fazia a cobertura de uma área devastada pelo vendaval permanece desaparecido, informou a agência de notícias Kyodo. O vento também pode ter provocado o descarrilamento de um trem da companhia Kyushu Railway, causando ferimentos leves em cinco de seus 32 passageiros, além do maquinista, segundo a Polícia local.

Em quatro localidades da província de Yamaguchi, 93.500 residentes foram ordenados a sair de suas casas, acrescentou a agência Kyodo. O tráfego por terra, mar e ar ficou interrompido durante todo o domingo. As companhias aéreas que operam na ilha de Kyushu informaram que 500 vôos foram suspensos, afetando 50 mil passageiros. Todos os trens da ilha, incluindo o de alta velocidade (Shinkansen), suspenderam seus serviços à espera da passagem do tufão.
(Fonte: EFE / JB Online)