OMS volta a alertar para risco da tuberculose resistente

Uma nova variedade de tuberculose que se espalha pela África é “muito preocupante” e deve ser enfrentada pelos cientistas se o mundo quiser evitar um desastre em potencial, disse o chefe em exercício da OMS – Organização Mundial da Saúde.

A cepa, altamente resistente a drogas, foi descoberta na região de Kwazulu-Natal da África do Sul e matou 52 das 53 pessoas infectadas. Especialistas já temem que a doença tenha chegado a outros países. “Isso, eu diria, é chocante”, disse Anders Nordstrom, diretor-geral em exercício da OMS. “É muito preocupante”.

Nordstrom fez essas declarações na Nova Zelândia, durante uma reunião da OMS para a região do Pacífico Ocidental, onde a tuberculose foi discutida, nesta quarta-feira (20).

Cerca de 2 bilhões de pessoas em todo o mundo carregam o bacilo da tuberculose, uma doença respiratória que se espalha pela tosse e espirros. Drogas de dois dos seis tratamentos de segunda linha – usados como última opção no combate à doença – não funcionaram contra a nova variedade descoberta na África.

“No passado, quando encontrávamos resistência às drogas, tínhamos outras drogas”, disse Nordstrom. “Poderemos encarar uma situação onde não teremos droga nenhuma”. (Ambiente Brasil)