Japoneses filmam lula gigante viva pela primeira vez

Uma equipe de pesquisadores japoneses conseguiu filmar uma lula gigante viva – possivelmente pela primeira vez – e afirma que o número dessas criaturas pode ser muito maior do que se imaginava originalmente.

O grupo de cientistas, liderado por Tsunemi Kubodera, fez o vídeo da lula gigante na superfície, durante a captura do animal ao largo das Ilhas Ogasawara, ao sul de Tóquio. A lula, que media cerca de sete metros, morreu durante a captura.

“Acreditamos que esta é a primeira vez que alguém consegue filmar uma lula gigante ainda viva”, disse Kubodera, pesquisador do Museu de Ciências do Japão. “Agora que sabemos onde encontrá-las, achamos que teremos mais sucesso em estudá-las”.

A lula gigante foi capturada com o uso de uma lula menor como isca, e arrastada para dentro do navio “depois de lutar um bocado”, de acordo com Kubodera. Segundo ele, o indivíduo capturado, uma fêmea, ainda não havia atingido o tamanho adulto. O maior animal da espécie já encontrado tinha 60 metros.

Em 2005, a mesma equipe havia fotografado uma lula gigante em seu hábitat natural. A lula gigante, ou Architeuthis, é o maior invertebrado do mundo. (AP/ Estadão Online)