Rinocerontes ameaçados desaparecem de reserva do Nepal

Dezenas de rinocerontes de um chifre, uma espécie ameaçada, desapareceram misteriosamente de uma reserva natural do sudoeste do Nepal nos últimos dois anos, afirmou uma autoridade da área na quarta-feira (03).

Um total de 72 rinocerontes do tipo, conhecidos também como rinocerontes indianos, foram colocados no vale Babai, cerca de 320 quilômetros a sudoeste de Katmandu, como parte de esforços de conservação iniciados em 1984.

“Temos registros mostrando que 23 rinocerontes morreram nas mãos de caçadores ou devido a outros motivos. O restante está desaparecido”, afirmou Laxmi Prasad Manandhar, uma autoridade do Departamento de Parques Nacionais e de Conservação da Vida Selvagem.

Manandhar descartou a possibilidade de todos os 49 rinocerontes desaparecidos terem sido mortos por caçadores. “Se caçadores fossem os responsáveis, eles teriam deixado os corpos dos animais para trás, após tirarem o chifre deles”, disse, acrescentando que apenas um esqueleto de rinoceronte foi encontrado em uma grande operação de busca realizada em junho.

“Para onde eles foram? Não sei. Esse é um mistério”, disse a autoridade. Os rinocerontes foram levados até o vale Babai vindos do Parque Nacional Chitwan, nas planícies do sul do Nepal. A operação contou com o apoio do grupo internacional WWF.

Em dezembro, depois de meios de comunicação terem relatado a morte de ao menos dez animais desde julho, a Suprema Corte do Nepal mandou que o governo melhorasse a proteção de Chitwan, a maior reserva de rinocerontes do país.

Segundo autoridades, ao menos 12 rinocerontes morreram nos últimos seis meses em Chitwan, cuja população desses animais caiu de um total de 544 em 2000 para 372 em 2005. Essa queda deveu-se principalmente à ação de caçadores interessados no chifre deles. Os chifres teriam qualidades afrodisíacas e seriam muito procurados na China. (Reuters/ Estadão Online)