Tempo nublado prejudica visão do cometa McNaught

As chuvas que afetam principalmente o Sudeste estragaram parte da festa, mas o cometa McNaught ainda pode ser visto a olho nu – e fotografado – em todo o Brasil pelo menos até sábado (20). Com instrumentos, será visível quase até o fim do mês.

O astro é o mais brilhante de seu gênero a passar perto da Terra nos últimos 42 anos. É cem vezes mais brilhante que o Halley, que se aproximou pela última vez daqui em 1986.

Ele pode ser observado em qualquer lugar de onde se possa ver o pôr-do-sol, desde que não haja muitas nuvens. Basta olhar na direção do poente. O ideal é procurá-lo cerca de meia hora após o crepúsculo. Na terça-feira (16), por exemplo, o McNaught ainda era visível por volta das 20h.

O cometa fez no fim-de-semana sua aproximação máxima do Sol. Agora ele se afasta da Terra, e pode ser que não volte nunca mais: alguns astrônomos aventam a possibilidade de que ele seja aniquilado na sua passagem de raspão pela estrela.

Por enquanto os astrônomos não se arriscam a prever seu destino: nem a massa nem o período do McNaught foram determinados. (Folha Online)