Fundo da ONU investe em carvão mineral

O GEF (Fundo Ambiental Global, na sigla em inglês), maior fundo do planeta para projetos ambientais, está investindo pela primeira vez num combustível poluente e não-renovável – o carvão mineral – naquilo que ele diz ser uma abordagem pragmática das necessidades energéticas do Terceiro Mundo.

O GEF, criado após a Eco-92 e gerenciado pelo Banco Mundial e por agências da ONU, disse na terça-feira (23) que estava investindo US$ 45,5 milhões em usinas a carvão na Índia para torná-las mais eficientes e menos poluentes. O carvão é o mais grave emissor de gases de efeito estufa.

Monique Barbut, gerente do fundo, disse que houve debates no GEF sobre financiar ou não o carvão, contrariando o objetivo do fundo de se livrar do carbono como fonte de energia. No fim, venceu a abordagem pragmática.
“Não dá para cobrir o planeta com turbinas eólicas”, disse Barbut. (Reuters/ Folha Online)