Homem é acusado de servir animais silvestres em restaurante do Rio de Janeiro

O dono de um restaurante em São Gonçalo, no Grande Rio (RJ), foi preso na terça-feira (30), acusado de usar animais silvestres no cardápio servido para os clientes. O restaurante fica no bairro do Coelho e funcionava há cerca de dois anos. O proprietário, Francisco Ferreira do Rego, mantinha animais congelados (alguns inteiros) no frigorífico do estabelecimento. Entre eles, tatus, pacas e jacarés.

Agentes da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente constataram que muitos bichos foram mortos a tiros. No local, também havia pássaros engaiolados, em condições precárias. Segundo a polícia, muitos estão doentes.

O comerciante argumentou que era colecionador de aves e que os animais congelados eram dados, de presente, por caminhoneiros. Ele recebeu uma multa de mais de R$ 23 mil e vai responder por manter em cativeiro animais silvestres sem licença, por maus-tratos contra animais e falta de autorização do Ibama para vender esse tipo de carne no restaurante.

Segundo o delegado que cuida do caso, o crime é inafiançável e o comerciante vai ficar preso. Se for condenado, pode pegar até dois anos e meio de cadeia. (Gazeta do Povo/PR)