Ibama e Marinha fazem operação defeso de Piracema no Pará

Agentes do Ibama em parceria com a Marinha do Brasil, oficiais e policiais militares, realizaram de 22 de janeiro a 05 de fevereiro, a Operação Defeso da Piracema utilizando o Navio de Patrulha Costeira da Marinha sob a direção do comandante Sapucaia.

A ação apreendeu 3,5 quilômetros de rede de pesca que estavam sendo utilizadas em pleno período do defeso por pescadores em rios nos municípios de Abaetetuba, Igarapé Miri, Bacarena, Limoeiro do Ajuru e Cametá, região do Baixo-Tocantins, distante em média 150 km da capital Belém. Foram lavrados 12 autos de infração (AI), totalizando R$ 12, 4 mil. Todas as redes de pesca apreendidas ficarão a disposição da justiça federal.

Denúncias – Os infratores que fugiram e abandonaram as redes de pesca durante a operação, serão identificados pelo Ibama e seus nomes encaminhados a Seap – Secretaria Especial de Aqüicultura e Pesca para que sejam cancelados os benefícios do Seguro Defeso da Pesca. Durante a operação conjunta Ibama e Marinha, os ribeirinhos e agricultores do Baixo-Tocantins denunciaram que os pescadores sempre abandonam as redes de pesca porque são alertados pela própria Colônia de Pescadores. Informaram ainda, que muitos pescadores cadastrados como pescadores nas colônias de pesca, não exercem na prática nenhuma atividade de pesca. As denúncias serão encaminhadas para os órgãos competentes que tratam do assunto. (Edson Gillet Brasil/ Ibama)