Marina Silva defende parceria internacional para equacionar questões ambientais

A ministra Marina Silva defendeu nesta quarta-feira (7), em Nairóbi, no Quênia, durante reunião de ministros do Meio Ambiente, o fortalecimento do Pnuma – Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, a provisão de recursos financeiros estáveis e previsíveis e o foco na ação regional do Programa. A posição da ministra foi ventilada no decorrer da agenda de encontro na capital queniana, e que incluiu o tema da “reforma das Nações Unidas e seu reflexo sobre a governança ambiental global”.

A ministra não descartou apoio a uma proposta, formulada pela delegação francesa, de criação da Organização Mundial de Meio Ambiente, um fórum para discutir problemas e soluções na área ambiental no planeta. Sobre essa proposta, que conquistou apoio imediato apenas da Comunidade Européia e dos países africanos francófonos, Marina Silva disse que, para uma tomada de decisão, seria preciso, antes, os franceses apresentarem a sugestão por escrito, em termos claros. Ela disse, ainda, que o Brasil fará um esforço interno para apresentar documento que contenha as visões do País sobre o processo de governança ambiental global.

Pnuma – Em encontro paralelo à reunião de ministros, o Pnuma e a Unido – Organização das Nações Unidas de Desenvolvimento Industrial discutiram possibilidades de cooperação entre as duas agências. Convidada a participar, Marina Silva ocupou a mesa do evento para palestrar sobre as perspectivas do uso de biocombustíveis no Brasil e as possibilidades das duas agências virem a apoiar esse processo.

Conferência infanto-juvenil – Em encontro reservado com o diretor executivo do Pnuma, Achim Steiner, Marina apresentou a idéia da realização de conferências internacional infanto-juvenis, que culminariam em uma grande conferência internacional infanto-juvenil em 2010. Marina e Steiner combinaram de detalhar o projeto na visita próxima dele ao Brasil, de 5 a 7 de março. Na oportunidade, Marina pretende aprofundar as conversações com Steiner sobre a proposta de governança global do meio ambiente. Ela vê com bons olhos um encontro dele com o presidente Lula, a fim de elevar o perfil da relação do País com o Pnuma.

Clima – O secretário-executivo da Convenção sobre Mudança Climática solicitou audiência à ministra para apresentar a proposta de realização de uma Cúpula Mundial sobre Mudança Climática, com o objetivo de equacionar negociações mais céleres em busca de soluções globais. A ministra é favorável à proposta.

Ressaltou, no entanto, que, para que a cúpula (imaginada para setembro próximo) obtenha resultados concretos, é necessário construir com os Chefes de Estado uma agenda efetiva de propósitos para o encontro mundial.