Noruega sepultará submarino para evitar contaminação

Um submarino nazista, afundado na costa norueguesa ao final da 2ª Guerra Mundial, será sepultado no leito do oceano, para proteger a costa de sua carga de mercúrio, um metal tóxico, anuncia o governo.

O submarino U-864 foi afundado por forças aliadas ao largo do oeste da Noruega em 9 de fevereiro de 1945, e continua a atemorizar o país 60 anos depois. Acredita-se que o naufrágio, descoberto pela Real Marinha da Noruega em 2003, contenha 65 toneladas de mercúrio a bordo.

A despeito da reivindicação de moradores da área para que o perigo seja removido, o ministro de Pesqueiros e Assuntos Costeiros, Dag Terje Andersen, disse que o governo seguirá instruções de especialistas e enterrará os destroços em areia e pedras.

“Uma operação de remoção envolve um risco maior de espalhamento do mercúrio para novas áreas, que atualmente estão limpas”, disse ele.

A recomendação de que o submarino seja encapsulado em areia veio depois de três anos de estudos, e foi apresentada, formalmente, em dezembro.

Andersen explica que o submarino e as áreas poluídas dos arredores serão cobertos com uma areia especial, absorvente, que depois será recoberta por um material mais pesado, para evitar erosão. Os estudos indicaram que uma tentativa de içar o submarino traria o risco de quebra da carcaça, o que espalharia o mercúrio.

O U-864 tentava levar o mercúrio para o Japão, um aliado da Alemanha na guerra, para uso em armas de alta tecnologia. Ele foi afundado após uma batalha subaquática com o submarino britânico HMS Venturer. Atualmente, jaz a 4 km da ilha de Fedje, a 1590 metros de profundidade.

Testes revelam que o material tóxico mantém-se, até o momento, concentrado dentro e nos arredores imediatos do naufrágio. (AP/ Estadão Online)