Premiê diz que Nova Zelândia será 1º país com emissão zero

A premiê da Nova Zelândia disse na terça-feira (13) que seu país será o primeiro do mundo neutro em gases-estufa (ou seja, que retira da atmosfera a mesma quantidade que emite), e anunciou grandes cortes de emissões e metas para uso de biocombustíveis.

Em seu primeiro grande discurso no Parlamento em 2007, Helen Clark comparou a ameaça atual da mudança climática com a do holocausto nuclear durante a Guerra Fria e disse que seu país precisa liderar a luta contra ela.

“Acredito que a Nova Zelândia possa aspirar a ser a primeira nação realmente sustentável”, disse Clark. “Acredito que possamos aspirar a ser neutros em carbono em nossa economia e em nosso modo de vida.”

A primeira-ministra anunciou uma série de medidas ambiciosas (o país ainda tem dificuldade para cumprir sua meta de Kyoto), que nenhum outro país desenvolvido está preparado para considerar.

Entre elas está a adoção obrigatória dos biocombustíveis, que deverão somar 3,4% de todo o combustível sólido no país até 2012. A Nova Zelândia tem sido até agora aliada dos EUA – que rejeitam o acordo de Kyoto- nas negociações sobre clima. O imenso rebanho ovino do país também é um grande emissor de metano. (Folha Online)