Ibama aplica multa diária em quatro empresas devido a acidente em Minas Gerais

Servidores do Ibama em Juiz de Fora aplicaram multa diária contra quatro empresas por não atenderem devidamente emergência ambiental na região. Um caminhão carregado com etanol que trafegava na rodovia BR 267 caiu dentro do Rio do Peixe na quarta-feira (21), no km 139, e até agora não foi retirado do local. Pelo menos uma pessoa morreu no acidente, e há suspeita de outra vítima fatal. A ocorrência foi atendida pelo Corpo de Bombeiros, a Polícia Rodoviária Federal, Defesa Civil e o Ibama.

A empresa responsável pela produção do álcool, e três transportadoras responsáveis pelo transporte da substância perigosa foram penalizadas com a multa diária R$ 14 mil para a produtora, e de R$ 1 mil para cada transportadora, até prestarem o apoio necessário no atendimento da emergência, com a retirada da carreta de dentro do rio. A multa diária vigora até que o dano seja sanado, ou seja, que o veículo seja retirado de forma adequada do local.

Moradores da região afirmam ter ouvido uma explosão após o choque do veículo com a ponte, que fica próxima de uma curva fechada. O combustível vazou, encharcando o solo, conforme constatado pela equipe do Ibama devido ao forte cheiro que impregnava o terreno no local do acidente. Amostras de água foram coletadas para análise e avaliação dos impactos ambientais.

O etanol é tóxico para os organismos aquáticos, tanto flora quanto fauna, e absorvido pelo solo pode contaminar o lençol freático. De acordo com o Relatório Técnico da Defesa Civil em Juiz de Fora, o álcool etílico causa alterações na temperatura, condutividade, PH e sólidos totais dissolvidos na água. (Fonte: Ibama)