Maior besouro do mundo faz viagem clandestina da Amazônia para a Suíça

Ao chegar em Genebra, na Suíça, uma viajante que havia vindo do Brasil teve uma enorme surpresa ao desfazer as malas: um besouro gigante da Amazônia havia se escondido entre suas coisas e viajou com ela para a Europa.

A viajante colocou o inseto ainda vivo dentro de um vidro com álcool e chamou uma empresa de dedetização, temendo uma invasão de animais gigantes em sua casa. Um dos funcionários da empresa enviou o bicho ao Museu de História Natural de Genebra, onde foi imediatamente identificado.

Tratava-se de um Titanus giganteus, o maior besouro do mundo. O exemplar que chegou à Suíça mede 14,5 cm de comprimento e pesa 25 gramas, mas besouros dessa espécie podem atingir até 22 cm de comprimento e pesar 70 gramas, sendo considerados os maiores insetos do planeta em volume. O museu divulgou o caso no dia 5 deste mês.

Segundo o entomólogo Giulio Cuccodoro, que trabalha no museu, a espécie é voadora, e faz um ruído que lembra um helicóptero. Apesar de não picar, o besouro pode beliscar com força usando suas poderosas mandíbulas.

A hipótese levantada por Cuccodoro para a viagem clandestina é a de que o inseto tenha sido atraído pela luz e caído dentro da mala da viajante. O besouro passará a integrar a coleção do museu junto com outros quatro indivíduos da mesma espécie. (Fonte: Globo Amazônia)